news subheader Notícias

SEMSI E DEFESA CIVIL APROVAM SEGURANÇA DE BARRAGENS DA VALE EM CARAJÁS

Equipes da Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi) e da Defesa Civil estiveram nesta segunda-feira, 28, na Serra dos Carajás, para conhecer de perto o sistema de segurança das barragens da Vale. O titular da Semsi, Michael Gomes, acompanhado do coordenador de Defesa Civil, Valvir Nogueira, e do coordenador de Relações com a Comunidade da secretaria, Amilton Leite, visitaram a barragem do Gelado em uma das minas da região.

Frente aos desastres ambientais provocados por rompimento de barragem, em região de exploração de minérios, o governo municipal considera importante manter a fiscalização nessas áreas, para garantir a segurança do meio ambiente e dos moradores que vivem no entorno.

No fim de 2016, a Vale entregou à Prefeitura de Parauapebas o Plano de Atendimento a Emergência em Barragens de Mineração (Pabem). A visita de terça-feira faz parte de um cronograma de trabalho da empresa, com os órgãos técnicos, para ampliar o conhecimento e aprimorar o sistema de segurança das barragens. Michael Gomes ficou satisfeito com os procedimentos e tecnologia dos sistemas empregados nas barragens da mineradora.

“Viemos conhecer o sistema de barragens e a nossa avaliação é muito positiva com tudo que vimos. Temos a proposta de reforçar essa parceria em favor da população do município”, afirma o secretário. A opinião de Michael é compartilhada por Valvir Nogueira. “Saio daqui com a certeza de que nossa população está segura no que se refere à segurança dessas barragens”, avaliou ele.

Sobre as barragens da Vale no Pará

As operações da Vale no Pará têm hoje dez barragens e sete diques cadastrados no Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). Dessas estruturas, sete estão em Parauapebas, cinco em São Félix do Xingu, quatro em Marabá e uma em Canaã dos Carajás.

As barragens são classificadas seguindo dois critérios do DNPM: categoria de risco (CRI), associado à gestão, monitoramento e documentação e dano potencial associado ao meio ambiente, infraestrutura e populações próximas (DPA). Pela combinação entre categoria de risco e dano potencial associado, as barragens recebem uma classificação de “A” até “E”. Isso significa que uma barragem com baixo risco e baixo dano associado recebe a nota E, enquanto que uma com alto risco e alto dano recebe nota A.

Anderson George
Assessoria de Comunicação | PMP

Fotos: Bruno Cecim | PMP

Lido 111 vezes
Avalie este item
(0 votos)

ouvidoria 5

ctic

ATENÇÃO: Para uma melhor navegação utilizar google Chrome! Google Chrome logo

JoomShaper